Você sabia que vítimas de acidentes de trânsito tem direito a indenização? Entenda!

No Brasil, são registrados diariamente muitos acidentes de trânsito. Além de prejudicar física e mentalmente os envolvidos, estes acidentes podem causar custos desnecessários para você. Entretanto, vale lembrar que existe um recurso que visa assegurar e reembolsar as pessoas que acabaram se envolvendo em um acidente de trânsito. Você sabe qual é? Entenda mais a seguir:

DPVAT

O DPVAT corresponde ao Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres e é um valor obrigatório a ser cumprido pelos proprietários de veículos no Brasil.

Cumprir com o DPVAT  é muito importante, pois é ele que irá assegurar a cobertura total de danos ao motorista envolvido em um acidente de trânsito.

Dependendo de cada categoria do acidente, desde despesas médicas até morte, tanto os envolvidos como os dependentes podem ser beneficiados e receber até R$ 13,500.

Diferente dos seguros privados, o DPVAT, de origem obrigatória, é um dos únicos que não busca um culpado pelo ocorrido, e por isso, todos os envolvidos podem receber o valor disponível.

Quem tem direito?

O que nem todo mundo sabe, é que não só o proprietário e o motorista envolvidos em uma situação como acidente de trânsito, podem ser beneficiados pelo reembolso do DPVAT, mas qualquer pessoa que for prejudica.


Ou seja, mesmo os pedestres e passageiros que forem, de alguma forma, física ou material, prejudicados por um acidente, podem receber o valor do seguro se requirirem o mesmo corretamente. Caso tenha dúvidas neste ponto, realize a consulta DPVAT.

Qualquer vítima de trânsito deve unir documentos e comprovantes do acidente para poder ficar coberto pelo seguro do DPVAT. Por isso, é importante ficar informado e conferir se os proprietários envolvidos estão com o pagamento do seguro em dias.

Como solicitar?

Para solicitar o seguro do DPVAT, não é necessário ser a pessoa prejudicada, qualquer responsável ou dependente pode realizar o requirimento no Detran, se estiver com toda a documentação.

É necessário levar registro s de despesas médicas e hospitalares para solicitar o reembolso. No caso das categorias de invalidez permanente ou temporária, é necessário levar um laudo médico comprovando a situação. O mesmo vale para o caso de morte, os dependentes deverão apresentar um laudo do IML atestando o ocorrido.

Vale lembrar que há um prazo para até quando você pode solicitar o seguro, portanto, quanto antes você o fizer, melhor. Depois de dar entrada nos documentos, você deverá aguardar a avaliação da perícia e seguir as instruções para fins de recebimento do valorem questão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Melhores vantagens de usar o PCI Concursos

10 Melhores praias para visitar no Brasil

5 Vantagens de Usar o Airbnb